"(O Cimas), como outros restaurantes eleitos em diferentes lugares do mundo, serviu de palco à história deste país."

Alfredo Hervías Y Mendizábal, in Independente

Home
Ementa
Mapa / Localização
Reservas / Contacto
 


José Manuel Cima Sobral, a alma desta casa, teve berço na família dos Sobral Portela que, pelo princípio do século XX rumaram da província galega de Pontevedra até Lisboa.
Hoje, continua responsável pelo Restaurante Cimas, cuidando dele como se de mais um filho se tratasse.
No entanto já não está sozinho, pois tem a seu lado a sua filha Sara Sobral, que promete seguir as pisadas do pai...
e perpetuar as histórias e os segredos de um dos melhores restaurantes deste país.

 


Em 1941 é inaugurado um bar, pelo inglês Horace Bass, sobranceiro à Marginal de Cascais e de excelente vista da entrada da barra, que foi, durante a Guerra, varanda para espiões de todas as cores.

O English Bar foi então adquirido em 1952 por Francisco Cima Barreiro, tendo-se-lhe associado o seu filho, José Manuel Cima, em 1960.

Já restaurante, a familia Real Espanhola, na pessoa de Don Juan de Borbón, Conde de Barcelona, fazia sua com frequência a sala de jantar, reunindo aí as mais prestigiadas figuras da oposição ao regime de Franco.

Pelas mesas do Cimas passaram algumas das maiores celebridades deste país. Marcello Caetano celebrava lá todos os anos, em família, o seu aniversário.

 


Também Francisco Sá Carneiro lá passava muitas tardes, a trabalhar numa das mesas, sendo recordado como um dos melhores "gourmets".
Numa mesa, Mário Soares reuniu uma vez Leopold Senghor, Carlos Andrés Perez, Willy Brandt e Eden Pastora, o famoso "Comandante Zero".

Escritores como Gonzalo Torrente Ballester e Jorge Amado viram a sua inspiração enaltecida no panorama admirável do restaurante, enquanto disfrutavam de uma boa refeição.

Actualmente, figuras públicas como Marcelo Rebelo de Sousa, Luís Noronha da Costa e Miguel Sousa Tavares, entre muitos outros, são clientela do recentemente rebaptizado Restaurante Cimas, disfrutando da intemporalidade de uma verdadeira instituição, onde tudo recomeça cada dia, como nesses tempos de tensão e glamour em que tanta História se fez.